ENSINO

"Ato de criar uma situação de aprendizagem para transmitir conhecimentos, estimular processos de pensamento e encorajar o desenvolvimento individual." (Unesco)
"Conjunto de serviços oferecidos à população e organizados segundo prescrições legais, visando à consecução de objetivos educacionais." (cf. DUARTE, Sérgio Guerra. Dicionário brasileiro de educação. Rio de Janeiro: Edições Antares: Nobel, 1986. 175 p. // cf. BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Serviço de estatística educacional. Cuiabá: SEC/MT; Rio de Janeiro: FENAME, 1981. 144 p. )

DIDÁTICA

"1. Arte de ensinar; ensino como processo. 2. Parte da Pedagogia voltada para o ensino e seus métodos. 3. Direção da aprendizagem. 4. "" Arte de ensinar tudo a todos"" (Comenius). 5. Estudo dos métodos de ensino. Tudo que diz respeito ou tem como fim o ensino, como poesia didática, canto didático etc; (cf. DUARTE,S.G. DBE, 1986)"
PLANO DE AULA

"1. Instrumento de trabalho docente que especifica os comportamentos esperados do aluno e os meios (conteúdos, procedimentos e recursos) que serão utilizados para sua realização, buscando sistematizar todas as atividades que se desenvolvem no período em que o professor e o aluno interagem (cf. DUARTE, S.G. DBE, 1986). 2. Roteiro de Trabalho a ser realizado na sala de aula, tendo em vista a determinação de objetivos imediatos, conteúdo a ser adquirido, atividades que orientarão e fixarão a aprendizagem, técnica adequada e seleção de recursos materiais. (cf. Cruz, Edna Chagas - ""Princípios e Critérios para o Planejamento das Atividades Didáticas"" in Didática para a Escola de 1º e 2º Graus, Ed. Edibell, SP, 1972). Nota: Fases importantes a serem consideradas: apresentação do assunto e do problema; interação professor-aluno e aluno-aluno; auto-instrução do aluno ou estudo independente, que exige ritmo próprio, responsabilidade e ação para que ele chegue a uma aprendizagem efetiva e bem sucedida."  

MÉTODOS ATIVOS
Relacionamento do mestre com o aluno, no qual o primeiro imprime (“insignare”) conhecimentos na mente do segundo. O último conceito se filia a uma concepção tradicional da pedagogia e difere do conceito moderno de ensino-aprendizagem.

Método Ativo

"O mesmo que método Montessori. 1. Método baseado em atividades constantes do educando. (DUARTE,S.G. DBE, 1986) 2. Método pedagógico, criado pela educadora italiana Maria Montessori (1952), que foi aperfeiçoado por seus seguidores. Notas: 1. O Método ativo possibilita o uso de exercícios atraentes para desenvolver o gosto pelo trabalho e pela ordem. 2. O desenvolvimento da liberdade e da disciplina são alguns dos princípios do Método Ativo. 3. Podem-se citar outras características deste método, como: i) ""aula de silência"" que é uma das poucas disciplinas impostas pelo método em sua origem. Por meio deste tipo de aula, a criança aprende a controlar e a inibir os movimentos, ficando silenciosa e de olhos fechados; ii) ensino da escrita com base em materiais formados de letras soltas e em relevo, que a criança pode apalpar, desenhar e combinar de vários modos; iii) ênfase na educação dos sentidos, com exercícios de encaixe de objetos uns nos outros, apalpamentos, classificação de cores, discernimento de sons; iv) aprendizado de aritmética, com séries de barras que servem tanto para avaliar comprimentos quanto para a numeração e exercícios com fusos, cubos e cifras em relevo, como as letras; iv) pratica de trabalhos manuais, de exercícios da vida prática, de trabalhos de jardinagem, de ginástica concebida como exercícios de todos os movimentos que auxiliam o crescimento dos mecanismos motores. 3. O Método ativo também é aplicado nos seguintes tipos de educação dos sentidos: i) Educação tátil e térmica, que trata da sensibilidade à temperatura, de noções de higiene, do uso de todos os sentidos, da agilidade na manipulação de objetos e do reconhecimento e domínio do tato. ii) Educação básica, em que se usam tábuas pesando 12, 18 e 24 gramas, para as crianças notarem seus pesos diversos; iii) Educação esterognóstica, pela qual a criança, com olhos vendados, reconhece os objetos pelo tato; iv) Educação do olfato e do paladar, pela qual a criança, com olhos vendados, identifica objetos cheirando-os e provando-os; v) Educação visual, em que a criança aprende a perceber distâncias e cores e vi) Educação auditiva, que usa campainhas, apitos e outros recursos sonoros, com exercícios que visam à aquisição da linguagem. (DUARTE,S.G. DBE, 1986)"  

 

ENSINO CENTRADO NO ALUNO 

" Ensino em que os alunos são incentivados a escolher suas próprias metas e/ou projetos de aprendizagem. Notas: 1. O Ensino centrado no aluno tem por base as seguintes crenças: i) as pessoas têm tendência natural para aprender e aprendem melhor quando trabalham em tarefas reais/autênticas e ii) as pessoas beneficiam-se da interação com grupos diferentes de pessoas e aprendem melhor quando os professores compreendem e valorizam as diferenças na maneira em que cada aluno aprende. 2. Segundo o método de Ensino centrado no aluno, todas as matérias convergem para uma idéia central, formando um conjunto homogêneo, ajustado à experiência globalizada da criança e às suas reações emocionais. (cf. Duarte, S.G. DBE. 1986.) Ver ENSINO."  

 

ENSINO COOPERATIVO

"O mesmo que solidariedade na aprendizagem ou aprendizagem solidária. 1. Situação em que duas ou mais pessoas, colaborando umas com as outras, desenvolvem o aprendizado. (Ver: Rosatelli, M. Costa. Um ambiente inteligente para uma aprendizagem cooperativa... UFSC, Florianópolis, 1999; pág. 17) 2. Metodologia de ensino em que se trabalha dividindo a turma em grupos e coordenando a ação dos alunos, de tal forma que sejam alcançados os objetivos gerais e específicos da disciplina e do aprendizado (desenvolvimento de valores e de habilidades). Nota: A aprendizagem cooperativa baseia-se na interdependência positiva, na responsabilidade individual, no desenvolvimento de habilidades, na participação igualitária, na dinâmica de grupo e na interação entre os membros de cada grupo. (cf. Assis, 2004. pg. 38-39) (Consulte também: Vygotsky. L. Semenovich. Cachapuz, F. Antônio. À procura da excelência na aprendizagem. Série- Estudos. Campo Grande (MS), dez. 2000)"  

 

 

 

 

 

ENSINO MÚTUO 

"1. Ensino ministrado pelos alunos aos próprios alunos, que fazem parte de um mesmo grupo de estudos. (cf. Unesco) 2. Monitoria em que os alunos mais adiantados ensinam aos mais atrasados. Notas: 1. A monitoria foi um método criado, há muitos séculos, na Índia. 2. O escocês André Bell (1753-1832), que dirigiu uma escola de órfãos na Índia, adotou o Ensino mútuo na Inglaterra. 3. No Brasil, tentou-se implantar o Ensino mútuo, no tempo do Império, com o nome de Método Lancasteriano.

 

ENSINO INTERATIVO

 

METODOLOGIA INTERATIVA: UM PROCESSO HERMENÊUTICO DIALÉTICO

 

A metodologia interativa é um processo hermenêutico-dialético que facilita entender e interpretar a fala e depoimentos dos atores sociais em seu contexto e analisar conceitos em textos, livros e documentos, em direção a uma visão sistêmica da temática em estudo.

 

Análise das palavras-chave do conceito de Metodologia Interativa

 

Para facilitar o entendimento do leitor (a), passamos a explicar o significado de cada palavra-chave utilizada na construção desse conceito.

TERMOS

SIGNIFICADOS

Metodologia

Processo que implica a utilização de métodos e técnicas.

Interativa

Fusão de métodos e técnicas de pesquisa, e adaptações segundo a realidade em estudo.

Processo hermenêutico-dialético

Interpretação da realidade em seu movimento (dialética).

Entender/ Interpretar

Trata-se de um mesmo movimento: ao tempo em que buscamos entender fatos e fenômenos, fazemos uma análise (interpretação da realidade), à luz de teorias.

Fala/depoimentos

O que dizem os atores sociais sobre a realidade pesquisada.

Atores sociais

Pessoas que fazem parte do objeto de estudo.

Contexto

Realidade empírica: local e/ou documentos que situa de forma geográfica e histórica o tema em estudo.

Visão sistêmica

As partes só podem ser compreendidas a partir da dinâmica do

 

Essa nova proposta metodológica está alicerçada no novo paradigma da ciência contemporânea, que é o da visão sistêmica, onde a compreensão do processo de conhecimento deve ser dinâmico, sistêmico, onde tudo estar interligado, ou seja, as partes só podem ser entendidas a partir da dinâmica do todo.

 

MÉTODO ATIVO INDIVIDUALIZADO

"Método ativo que considera as diferenças individuais. Notas: 1. O ensino, conforme o método adotado, deve ser ajustado à realidade, às possibilidades e à capacidade de cada um. 2. São exemplos de Métodos ativos individualizados: o Montessori, o Plano Dalton e o Plano Winnetka. (cf. DUARTE,S.G. DBE, 1986)