CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS E EM PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA - CESAP

 

 

 

 

                                        

                                          

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CADERNO DE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E TRABALHOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2013


SUMÁRIO

 

1 INTRODUÇÃO.. 3

2 FORMATAÇÃO GERAL.. 4

2.1 TIPO DO PAPEL. 4

2.2 MARGEM.. 4

2.3 ESPAÇAMENTO.. 4

2.4 TIPO E TAMANHO DA FONTE.. 5

2.5 PAGINAÇÃO.. 5

2.6 CITAÇÕES.. 5

2.7 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DOS CAPÍTULOS E SUBDIVISÕES.. 6

3 ESTRUTURA DO TRABALHO.. 7

3.1 PARTE PRÉ-TEXTUAL. 10

3.1.1 Capa. 10

3.1.2 Folha de rosto. 10

3.1.3 Ficha Catalográfica. 11

3.1.5 Dedicatória. 12

3.1.6 Agradecimentos. 13

3.1.7 Epígrafe. 14

3.1.8 Resumo na língua vernácula. 15

3.1.9 Lista de Ilustrações e de Tabelas. 15

3.1.10 Lista de abreviatura e siglas. 16

3.1.11 Sumário. 17

3.2 PARTE TEXTUAL. 17

3.2.1 Introdução. 17

3.2.2 Desenvolvimento. 19

3.2.3 Conclusão. 19

3.3 PARTE PÓS-TEXTUAL. 20

3.3.1 Referências. 20

3.3.2 Anexos e/ou Apêndices. 21

 

 


1 INTRODUÇÃO

 

A apresentação de trabalhos científicos necessita de determinadas regras sistematizadas que permitam a transmissão adequada de seu conteúdo. As normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas procuram cumprir esse papel na geração e atualização de padrões para evidenciação de estudos científicos.

Em muitos casos as normas da ABNT são omissas em algumas questões ou deixam margem para diversos entendimentos. Isso leva, muitas vezes, a interpretações distintas apresentadas por diversos autores em seus manuais e guias de normalização.

Assim, esse guia procura definir essas orientações, com o intuito de institucionalizar os padrões para a apresentação de trabalhos científicos do Centro de Estudos Avançados e em Pós-Graduação e Pesquisa (CESAP), como um roteiro a ser utilizado por professores e alunos. Nesta primeira edição foram consideradas as normas vigentes e atualizadas da ABNT até o ano de 2008.

O texto está dividido em duas partes: na primeira são apresentadas as regras para a formatação geral do trabalho (espaçamento, tipo e tamanho de letra, paginação, margens, etc.).

Na segunda parte são expostas regras relacionadas à estrutura do trabalho (partes pré-textuais, textuais e pós-textuais), exibindo ainda os seus respectivos modelos para a apresentação.

Esperamos que este material sirva de base para a elaboração dos trabalhos acadêmicos, tanto para as disciplinas diversas e estágios, quanto para a Monografia, uniformizando nossos procedimentos metodológicos e tornando objetiva e prática sua consulta e construção. 

2 FORMATAÇÃO GERAL

É importante ressaltar que de acordo com as normas, a monografia entregue ao CESAP deverá conter no mínimo 25 laudas de elementos textuais, ou seja, de introdução a conclusão. E os trabalhos de pesquisa bibliográfica mínimo de 05 laudas. Para contabilizar uma lauda deverá ter no mínimo 50% da página escrita seguindo as regras da ABNT/CESAP.

A entrega da monografia deverá ser entregue encadernada em espiral, com capa de rosto transparente e capa de fundo preta, juntamente com um cd em arquivo RTF, o qual deverá estar grampeado a capa de fundo. Os CDs que forem entregues soltos não estarão na responsabilidade do CESAP, estando o aluno ciente que a monografia só será corrigida com a apresentação do CD.

2.1 TIPO DO PAPEL

Na digitação do texto deve ser utilizado papel branco, formato A-4 (210 x 297 mm).

2.2 MARGEM

Superior e esquerda: 3 cm

Inferior e direita: 2 cm

O texto normal deve ser justificado às margens esquerda e direita.

2.3 ESPAÇAMENTO

- Texto normal: espaço entre linhas 1,5;

- Resumos, notas de rodapé e referência bibliográficas: espaço simples;

- Transcrições longas (citações com mais de três linhas): espaço simples e recuo de 4 cm a partir da margem esquerda;

- Entre parágrafos: espaço 12 pt.

2.4 TIPO E TAMANHO DA FONTE

- Texto normal: Arial 12;

- Título de capítulos e subdivisões: Arial 12;

- Notas de rodapé: Arial 10;

- Transcrições longas (citações com mais de 3 linhas): Arial 10;

- Títulos, Ilustrações e Tabelas: Arial 10.

2.5 PAGINAÇÃO

Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto devem ser contadas sequencialmente, mas não numeradas. A numeração é evidenciada a partir da parte textual, Introdução, em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha. No programa Microsoft Word, basta clicar em Inserir, depois em Números de páginas, que automaticamente se realiza essa operação.

2.6 CITAÇÕES

Nas citações as chamadas (nomes dos autores) devem aparecer no corpo do texto e não em notas de rodapé. As notas de rodapé são para comentários, explanações ou traduções que não podem ser incluídos no texto.

As citações devem ser especificadas, referenciando o sobrenome do autor, o ano e o número da página, separados por vírgula, conforme o exemplo:

A Metodologia significa: “[...] etimologicamente, o estudo dos caminhos, dos instrumentos usados para fazer ciência” (DEMO, 1981, p. 7), por isto, se faz necessária a sua compreensão.

As citações longas (com mais de 3 linhas) devem ser destacadas com um recuo de 4 cm de margem esquerda, com letra de tamanho 10, espaçamento simples entre as linhas e sem aspas, conforme o exemplo:

A técnica de análise de conteúdo é definida por Bardin (1997, p.42) como:

 

1 enter

 
                                                                                 

 

---------- 4 cm -------------------

 
Um conjunto de técnicas de analise das comunicações, visando obter, por procedimentos sistemáticos e objetivos de descrição do conteúdo das mensagens, indicadores quantitativos ou não, que permitam a inferência de conhecimentos relativos às condições de produção/recepção das mensagens.

1 enter

 
 

 

 

 


E continua a digitação do texto, uma vez que não se deve encerrar qualquer argumentação, seção ou capítulo com uma citação.

 

 

2.7 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DOS CAPÍTULOS E SUBDIVISÕES

Nas várias seções do texto se deve usar a numeração progressiva com a finalidade de evidenciar a sistematização do conteúdo do trabalho, hierarquizando-o.

Os títulos de cada capítulo devem ser iniciados em folha distinta, uma vez que se referem às principais divisões de um texto. O título do capítulo é sempre um único número, que aparecerá antes do tema, que deverá ser grifado em letras maiúsculas.

Todos os títulos e subdivisões são grafados em fonte tamanho 12 e se diferenciam com base no formato da letra, conforme segue:

            Título de 1°. nível (capítulo): em letras maiúsculas, em negrito, tamanho 12;

            Título de 2°. nível: em letras caixa alta, sem negrito e tamanho 12;

            Título de 3°. nível: em letras minúsculas e a inicial em maiúscula, sem negrito e em tamanho 12.

 

3     METODOLOGIA DE PESQUISA

 

3.1    TIPO DA PESQUISA

 

3.2    COLETA DE DADOS

 

3.3.1 Tratamento dos dados

 

3.3.1.1 Análise discriminante

 

 

 

 

 

 

 

 
A numeração indicativa será de acordo com o nível de seção e precede o título, alinhando à margem esquerda, separada por um espaço de caractere, conforme o exemplo:

 

 

 

 

 

 

 

 

3 ESTRUTURA DO TRABALHO

As monografias apresentadas ao CESAP devem obedecer à seguinte estrutura e elementos:

           

Estrutura (partes)

 

Elementos

 

 

 

 

 

Pré-textuais

 

 

 

 

 

·      Capa (obrigatório)

·      Folha de rosto (obrigatório)

·      Ficha Catalográfica (no verso da folha de rosto – auxilio de Bibliotecária) (opcional)

·      Folha de aprovação (opcional)

·      Dedicatória (opcional)

·      Agradecimento (opcional)

·      Epígrafe (opcional)

·      Resumo da língua vernácula (obrigatório)

·       Lista de ilustrações (obrigatório, se houver mais de cinco)

·       Lista de abreviaturas e siglas (obrigatória se houver mais de cinco espécies)

·       Sumário (obrigatório)

 

 

Textuais (obrigatórios)

 

 

·       Introdução

·       Desenvolvimento (Referencial Teórico)

·       Conclusão

 

 

 

 

Pós-textuais

 

 

·       Referência (obrigatório)

·       Anexos/Apêndices (opcional)

 

 

Os trabalhos de revisão de literatura para reposição das Disciplinas[1] apresentados ao CESAP devem obedecer à seguinte estrutura e elementos:

Estrutura (partes)

Elementos

 

Pré-textuais

 

·       Capa (obrigatório)

·       Folha de rosto (obrigatório)

 

 

Textuais

(obrigatórios)

 

 

·      Introdução

·      Desenvolvimento (Referencial teórico)

·      Conclusão

 

 

Pós-Textuais

·      Referências (obrigatório)

·      Anexos – declaração e atestados (obrigatório)

 

Para a Trabalho de reposição da aula de abertura[2] deverá ser elaborado um artigo intitulado: A FORMAÇÃO CONTINUADA E AS PRÁTICAS INOVADORAS NO ENSINO SUPERIOR, em texto corrido, contendo:

 

Estrutura (partes)

Elementos

 

Pré-textuais

 

·       Capa (obrigatório)

·       Folha de rosto (obrigatório)

 

Textuais

(obrigatórios)

 

·       Resumo

·      Tema

·      Subtema dentro da sua área

·      Conclusão

 

Pós-Textuais

·      Referências (obrigatório)

Anexos – Declaração de trabalho ou atestado médico referente à aula a ser reposta.

Já o Trabalho de reposição de aula da disciplina de metodologia[3] deve obedecer à seguinte estrutura.

Estrutura (partes)

 

Elementos (obrigatórios)

 

 

Pré-textuais

 

Capa

Folha de rosto

Sumário

 

Textuais

 

1 INTRODUÇÃO

2 PROBLEMA CIENTÍFICO

3 OBJETIVOS

3.1 Objetivo Geral

3.2 Objetivo Específico

4 JUSTIFICATIVA

5 METODOLOGIA

5.1 Cronograma Físico

6 CONCLUSÃO

 

Pós-Textuais

7 REFERENCIAS

ANEXO: Declaração de trabalho ou atestado médico referente à aula a ser reposta.

3.1 PARTE PRÉ-TEXTUAL

3.1.1 Capa

Elemento obrigatório. É a proteção externa, a cobertura que reveste o trabalho, onde deve conter informações de identificação da obra:

 

 

 


Ano: O ano do início do curso deve ser centralizado, em negrito, Arial 12 no inferior da página.

 

 

Cidade: Local que realizou o curso. Deve ser centralizado, em negrito, em letras maiúsculas, Arial 12, a 2 cm da margem inferior da página;

 

Titulo e Subtítulo: Centralizado e em negrito. O título deve ser em letras maiúsculas e o subtítulo em letras minúsculas - Arial 12;

 

Nome do Aluno: Centralizado, sem negrito, em letras maiúsculas, Arial 12, a 1 espaço do nome da Instituição;

 
 

 

 

 

As inscrições da Capa devem ficar bem distribuídas, dentro de uma estética coerente, que pode ser constatada através da ferramenta do Microsoft Word “visualizar impressão”.

3.1.2 Folha de rosto

Elemento obrigatório. Contém elementos essenciais à identificação do trabalho, na seguinte ordem:

Natureza: Apresenta a finalidade do trabalho - caixa de texto. Deve ser grafado a 4 (quatro) espaços do título, em letras minúsculas e a inicial maiúscula, Arial 12 e sem destaque, recuada a 8 cm da margem esquerda. Para trabalhos, o texto deve trocar o termo monografia por Trabalho apresentado à disciplina “tal

 

Título e Subtítulo: Centralizado e em negrito. A 8 (oito) espaços do nome do aluno. O título deve ser em letras maiúsculas e o subtítulo em letras minúsculas com a inicial maiúsculas - Arial 12;

 

 

NOME DO ALUNO, DUPLA OU TRIO

 

 

 

 

 

 

 

 

TÍTULO DO TRABALHO

Subtítulo (se houver)

 

 

 

 

Monografia apresentada ao Centro de Estudos Avançados e em Pós-Graduação e Pesquisa - CESAP, como requisito parcial para a conclusão do curso de Pós-Graduação em xxxx, orientado pela professora MsC. Grece Teles Tonini.

 

 

 

 
Cidade

Ano

 

Cidade: Local da instituição em que o trabalho deve ser apresentado. Deve ser centralizado, em negrito, em letras minúsculas, Arial 12, a 4 espaços da Natureza do trabalho;

 

Nome do Aluno: Centralizado, em negrito, em letras maiúsculas, um abaixo do outro. Arial 12 espaçamento;

 

Ano: Ano da entrega do trabalho deve ser centralizado, em negrito, Arial 12, a 1 cm da margem inferior da página.

 

 
 

 

 

 

 


3.1.3 Ficha Catalográfica

Elemento Opcional. Para elaboração da ficha, deve-se buscar orientação de um profissional formado em Biblioteconomia, que utilizará a TABELA CUTTER para estabelecer o Código (*), e providenciará a Classificação Decimal Universal-CDU e/ou Classificação Decimal de Dewey-CDD (**).

 

 

(*) F866a Fantoche, Ostógio Oligolifo

       A administração de estabelecimento escolar / Ostógio    Oligilifo Fantoche; [tradução Monomo Dannei] – Serra: Juventude, 2005.

                        95 f.

                        Orientador: Adionço Baturé Novil

       Trabalho de Conclusão de Curso (graduação) – Faculdade Brasileira, Administração.

 

1. Administração - estabelecimento escolar. I. Dannei, Monomo II. Novil, Adionço Baturé. III. Faculdade Brasileira. Administração. IV. Título

(**)CDU 371.11

CDD 371.2

 

 

 
 

 

 

 

 

 

 


3.1.4 Folha de aprovação

 

Elemento Opcional. É o local onde o examinador assina e coloca a data da avaliação do trabalho. Deve conter:

Nome do Aluno: Centralizado, em negrito, em letras maiúsculas, Arial 12, a 1 cm da margem superior;

 
 


Título e Subtítulo: Centralizado e em negrito, a 10 cm da margem superior da pagina. O título deve ser em letras maiúsculas e o subtítulo em letras minúsculas com a inicial maiúsculas- Arial 12;

 

Cidade: Local da Instituição em que o trabalho deve ser apresentado. Deve ser centralizado, em negrito, em letras minúsculas, Arial 12, a 2 cm da margem inferior da página;

 

Avaliação: Deve ser grafado a 2 espaços duplos do título, em letras minúsculas, Arial 12 e sem destaque, recuada a 7 cm da margem e com espaçamento entre linhas. Deve vir com 1 espaço triplo entre cada assinatura de aprovação.

 

 

 

NOME DO ALUNO

 

 

 

TÍTULO DO TRABALHO

Subtítulo (se houver)

 

 

 

 

Aprovado em .. de ............ de 2005.

 

 

_____________________________

Prof. Fulano de Tal – Orientador

Centro de Estudos Avançados e em Pós-Graduação e Pesquisa - CESAP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cidade

Ano

 

Ano: Ano da entrega do trabalho deve ser centralizado, em negrito, Arial 12, a 1 cm da margem inferior da página.

 

 
 

 

 

 

 


3.1.5 Dedicatória

Elemento opcional. Página em que o autor (aluno) presta uma homenagem ou dedica o seu trabalho a outras pessoas.

 

Dedicatória: é um texto pouco extenso. Deve figurar 15 cm da margem superior da página e recuado de 10 cm da margem esquerda da página. A fonte deve ser Arial 12 com espaçamento de 1,5 entre linhas. Não há necessidade de título nessa página.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

À Deus por me transmitir a luz da sabedoria.

 

Aos meus pais pelo amparo constante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3.1.6 Agradecimentos

Elemento opcional. Página em que são registrados agradecimentos aqueles que contribuíram de maneira relevante para a elaboração do trabalho, restringindo-se ao mínimo necessário.

Agradecimento: O título “Agradecimentos” deve estar em letras maiúsculas e centralizado. Neste espaço você poderá agradecer livremente as pessoas e instituições que te apoiaram e auxiliaram. Não há limite mínimo, mas no máximo duas laudas, e o texto deverá ser escrito em TAM. 12, com espaçamento entre linha 1,5 e entre parágrafos de 12 pt.

 

 

 

 

AGRADECIMENTOS

 

 

Ao meu Orientador...

Aos professores e alunos que não mediram esforços...

Aos colaboradores...

A instituição...

 

3.1.7 Epígrafe

Elemento opcional. Página em que o autor apresenta uma citação, seguida da indicação de autoria. É um pensamento relacionado com o escopo da obra.

Citação: Deve ser grafada, entre aspas, a 7 cm da margem esquerda da página, sem justificar à esquerda. O final da Epígrafe deve figurar 3 cm da margem inferior da página. A fonte deve ser Arial 12 com espaçamento 1,5 entre linhas. A indicação de autoria deve vir entre parênteses e em itálico. Não há necessidade de título nessa página.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                              

 

 

 

 

 

                                      

  “Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz.”

                    (Gonzaguinha)

 

 

 

 

 

 

3.1.8 Resumo na língua vernácula

Elemento obrigatório. Refere-se à apresentação concisa de pontos relevantes do texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo e de suas conclusões. O resumo tem por objetivo fornecer elementos capazes de permitir ao leitor decidir sobre as necessidades de consulta do texto. Contém o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do trabalho, expressas em um único bloco, sem parágrafo e espaçamento simples, o qual deverá conter entre 150 a 500 palavras.  É escrito na 3° pessoa do singular.

Texto do Resumo: Deve conter no mínimo de 150 e no máximo 500 palavras, ser grafado em espaço simples entre linhas, fonte Arial 12 e justificado às margens.

 

O título deve ser centralizado, em letras maiúsculas e em negrito, Arial 12.

 

No final conter as 03 palavras chaves.

 

 

 

RESUMO

O estudo teve como objetivo analisar o nível de conhecimento dos professores da área materno-infantil da Universidade do Estado do Espírito Santo sobre o método Mãe-Canguru. Para tal, foi realizada uma pesquisa quantitativa-descritiva, com dados coletados a parti de entrevistas semi-estruturadas aplicadas ao sujeitos apontados. Foram obtidas consideráveis informações que permitam analisar o entendimento dos participantes sobre o método estudado. Verificou-se que apesar da maioria dos entrevistados possuir uma noção do que seja a Técnica Canguru, alguns têm duvidas sobre o método. Conclui-se apresentando sugestões que visam melhorar a participação desse profissional no método e a integração desta nova filosofia nos conteúdos curriculares das disciplinas da área materno-infantil do Curso de Pedagogia da Universidade do estado do Espírito Santo.

 

 Palavras-chave: Nível de conhecimento de professores; Fonte de pesquisa; Universidade Federal do Espírito Santo; Pedagogia.

 

 

 

 

                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                             

                                                                                                    

3.1.9 Lista de Ilustrações e de Tabelas

Elemento obrigatório quando houver mais de cinco espécies dentro do texto. Devendo ser apresentada uma lista para cada tipo de ilustração na ordem em que é apresentada no texto como: “LISTA DE TABELAS”, “LISTA DE GRÁFICOS”, “LISTA DE FIGURAS”, grafadas em páginas diferentes.

Listas: Deve constar o nome do tipo, o número de ordem e o nome específico da ilustração seguido do respectivo número da página em que aparece no corpo do texto.

 

Deve ser grafado em letras minúsculas (com as iniciais em maiúsculas) e com espaçamento entre linhas de 1,5. O titulo deve estar centralizado, em letras maiúsculas e em negrito. Fonte Arial 12.

 

 

 

LISTA DE TABELAS

 

 

Tabela 1 – Produção de Celulose................05

Tabela 2 – Produção de Papel.....................08

Tabela 3 – Produção de pastas...................09

Tabela 4 – Aumento da Produção...............12

    Tabela 5 – Lucro da produção.....................15

    Tabela 6 – Transporte da produção ...........18               

 

 

 

 

 

 

 

                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3.1.10 Lista de abreviatura e siglas

Elemento obrigatório quando houver mais de cinco siglas citadas no trabalho. Refere-se à relação alfabética das siglas utilizadas no texto, seguidas das expressões correspondentes grafadas por extenso.

 

 

 

Listas: As siglas devem estar em letras maiúsculas, seguidas de seu significado, separadas por 10 espaços/ barra. O espaçamento entre linhas é de 1,5. O título deve ser centralizado, em letras maiúsculas e em negrito. Fonte Arial 12.

 

 

 

LISTA DE SIGLAS

 

 

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas

CRC – Conselho Regional de Contabilidade

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

NBR – Norma Brasileira Registrada

 

 

 

 

                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3.1.11 Sumário

Elemento obrigatório. Indica o conteúdo do documento, referindo-se à enumeração dos capítulos, divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que aparecem no texto. Não confundir com “Índice” (relação detalhada dos assuntos, nomes de pessoas e outros da ordem alfabética). Existem diversos modelos de Sumário e indicamos abaixo o padrão a ser utilizado para as monografias e trabalhos acadêmicos do CESAP:

 

 

Sumário: Apenas o título principal deve ser centralizado, em negrito e em letras maiúsculas. Após cada item enumerado no sumário, deve-se indicar à direita da página o respectivo número da página em que aparece no texto. Os tipos de letra variam de acordo com os padrões já especificados na numeração progressiva dos capítulos e subdivisões. O espaçamento entre linhas é de 1,5. Recomendamos que seja feito por meio do sumário automático no programa do Word.

 

SUMÁRIO

 

1 INTRODUÇÃO..................................................08

 

2  A HISTORIA....................................................12

2.1 ORIGENS DO DESENVOLVIMENTO..............14

2.1.1 Agências de Viagens........................................16

2.1.2 Hotelaria.....................................................22

 

3 MERCADO.......................................................28

3.1 MARKETING TURISTICO.............................33

3.1.1 Comunicação Direta..................................33

3.1.2 Comunicação Indireta...............................41

4  A PROPOSTA................................................48

4.1 CONSÓRCIO TURÍSTICO............................55

4.2 CLUSTER ....................................................59

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS.............................66

REFERÊNCIAS...................................................73

ANEXOS.............................................................76

APENDICÊS.......................................................79

 

 

                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
                        

 

                             

3.2 PARTE TEXTUAL

3.2.1 Introdução

Refere-se à parte inicial do texto na qual deve constar a informação necessária para situar o tema do trabalho, os quais podem ser organizados por sub tópicos ou por texto único, tais como:

- Contextualização ou antecedentes do tema: Apresentação de fatos históricos sobre o assunto, conceito principal a qual o trabalho irá se ancorar.

- Formulação do problema: Poderá vier de forma problematizada em texto ou por meio de pergunta. É interessante apresentar evidências que levam a tal questionamento. Estas evidências podem ser notícias de jornais, pesquisas entre outras.

- Objetivos: São as metas do trabalho, que se dividem em Geral e em Específicos. Estes subsidiarão a construção dos tópicos a serem discutidos dentro do referencial teórico.

· Geralè Iniciado sempre por verbos no infinitivo (ex: compreender, entender, analisar, interpretar, investigar). É o foco do tema principal do trabalho.

·  Específicosè Iniciado sempre por verbos no infinitivo (ex: compreender, entender, analisar, interpretar, investigar). São os caminhos que devem ser percorridos para alcançar o objetivo geral, normalmente é o tema desmembrado.

- Justificativas da escolha do tema: Apresentação da relevância (importância) do estudo, tanto em relação acadêmica quanto social.

- Delimitação do tema: Apresentar qual será o recorte feito sobre o tema escolhido e principalmente qual a relação dele com o curso realizado.

- Apresentação Estrutural: Síntese do conteúdo dos capítulos. Expor um resumo sobre o conteúdo que será discutido nos tópicos dos capítulos.  

3.2.2 Desenvolvimento – Referencial Teórico

Refere-se à parte principal do texto que tem por objetivo apresentar a fundamentação lógica do trabalho, ou seja, discutir, explicar, testar, demonstrar, etc. Essa parte do trabalho geralmente é dividida em capítulos que enfocam o referencial teórico pesquisado, a metodologia de pesquisa utilizada e os resultados e discussões. As notas de rodapé deverão ser em espaçamento simples e TAM. 8. As fontes colocadas nas notas deverão constar no final junto com as referências. Ex.: A erosão [4]em morros tem destruído inúmeras casas.

Caso utilize gráficos e imagens dentro do texto o mesmo deverá vir justificado, numerado, e com nome e fonte. O nome deverá vir acima em TAM. 10 e a fonte em baixo com TAM. 10. Ex.:

Imagem 1: Meio ambiente

Fonte: Imagem Google.

Este bloco do referencial teórico é o foco dos trabalhos pedidos pelo CESAP, sendo assim a pesquisa bibliográfica é a parte mais importante de todos os trabalhos, sendo indispensável a utilização da mesma. Ainda que o aluno, queira avançar apresentando dados de pesquisa de campo, como questionários ou observação participante, estes deverão vir com uma pesquisa bibliográfica que fundamente os dados apresentados.

Na estrutura do REFERENCIAL TEÓRICO (Desenvolvimento), deverá incluir um tópico específico do curso realizado, trazendo seus fundamentos e percurso histórico. Os outros tópicos ficaram a escolha do aluno para desenvolver o tema de preferência. No entanto, deverá deixar de forma clara a relação do tema com o papel do profissional referente ao curso realizado. Todas as informações (ideias, conceitos, dados históricos entre outros) devem ser referendadas junto ao texto para que não sejam pegos em plágio[5].

A metodologia da pesquisa, a qual deverá ser fundamentada e é parte obrigatória, deverá ser apresentada no referencial teórico quando a mesma for acima de uma lauda, caso contrário ela poderá estar dentro da introdução. Ela deverá ser bem detalhada, apresentado o conceito do tipo de pesquisa escolhido, assim como os procedimentos para coletas e analises do material (mesmo que seja bibliográfica). Caso seja feita uma pesquisa de campo, deverá dizer os critérios de escolha do lócus ou do público. Algumas sugestões de pesquisa para fundamentação metodológica estão no apêndice.

3.2.3 Conclusão  

Refere-se às respostas ao problema proposto. Fazer sinteticamente uma recapitulação dos principais pontos teóricos que auxiliaram nos resultados da pesquisa, destacando as suas principais contribuições, bem como sugestões de suas aplicações e/ou novos estudos. A conclusão deve ser baseada nos dados teóricos e empíricos comprovados no desenvolvimento, não se permitindo assim, a inserção de dados novos nesta etapa. Neste momento não cabe mais citações diretas dos autores utilizados.

3.3 PARTE PÓS-TEXTUAL

3.3.1 Referências

Elemento obrigatório. Consiste em uma lista de todas as obras efetivamente citadas na elaboração do trabalho. Devem ser em ordem alfabética, sem numeração, letra Arial 12, e com o espaçamento entre linhas de 1,5 . Todas as Referências devem ser justificadas. Nos casos de repetição do autor, este deve ser substituído por um traço sublinhar equivalente a seis caracteres.

As Referências devem obedecer às normas para cada fonte de consulta (livros, teses, periódicos, em parte, ou no todo, etc.). As informações sobre como relacionar as diversas referências, consta no Guia para Normalização de Referências: NBR 6032/2002, elaborado pela UFES, disponível na Biblioteca Central.  Elementos Essenciais:

SOBRENOME DO AUTOR, Prenome. Título. Edição. Local: Editora, ano.

 

Ex.:

 

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa, 3. ed. São Paulo: Atlas,1996.

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


3.3.4 Anexos e/ou apêndices

Elemento obrigatório para as monografias do CESAP, quando houver.

Anexos: O aluno utiliza esse espaço para trazer os conteúdos de apoio utilizados que não forem produzidos por ele.

Apêndices: O aluno utiliza esse espaço para trazer os conteúdos de apoio utilizados que forem produzidos por ele durante o desenvolvimento da pesquisa, como os formulários de observação, entrevistas e questionários. Também pode ser anexado ao material suplementar julgado de possível interesse para a consulta durante a leitura do texto.

Os anexos e/ou apêndices são identificados por letras maiúsculas, em negrito, seguida de travessão e seus respectivos títulos (a numeração alfabética só será utilizada quando houver mais de um documento), na parte superior do documento. Estes deverão vir no final do trabalho após as referências.

ANEXO A – Documentos elaborados por escolas, instituições ou outras pessoas.

APÊNDICE A – Documentos elaborados por você.

 

                                                                                                      


REFERÊNCIAS

 

 

BRASIL. CÓDIGO PENAL BRASILEIRO. Decreto-lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940. 1940.

 

SALOMON, Décio Vieira. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

 

SANTOS, Antonio Raimundo dos. Metodologia científica: a construção do conhecimento. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1999.

 

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 21. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO. Biblioteca Central. Normalização e apresentação de trabalhos científicos e acadêmicos: guia para alunos, professores e pesquisadores da UFES. 6. ed. rev. e ampl. Vitória, 2004.

 

 

                                                          

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaborado por:

 

Orientador (a) Monográfico

MsC. Grece Teles Tonini

 

 

 

 

 

 

 

 

APÊNDICE A: SUJESTÕES PARA FUNDAMENTAR A METODOLOGIA

 

 

Abordagem do tipo qualitativa, com enfoques descritivos (GRESSLER, 1979)

 

·                         GRESSLER, L. A. Pesquisa educacional: importância, modelo, validade, variáveis, hipóteses, amostragem, instrumentos. São Paulo: Loyola, 1979.

 

A Pesquisa Bibliográfica e A pesquisa documental (GIL, 2006; MALHEIROS, 2010).

 

·                    GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2006.

·                    MALHEIROS, Márcia Rita Trindade Leite. Pesquisa na Graduação. 2010. Disponível em: www.profwillian.com/_diversos/download/prof/marciarita/Pesquisa_na_Graduacao.pdf. Acessado em: 27/04/2010.  

 

Análise documental e análise de conteúdo (Bardin 1977)

 

·                         BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 1977.

 

Entrevistas (Triviños 1987)

 

·                         TRIVIÑOS, A.N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais – A pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Editora Atlas, 1987.

 

Entrevistas gravadas (Queiroz 1991)

 

·                         QUEIROZ, M. I. P. de. Variações sobre a técnica de gravador no registro de informação viva. São Paulo: T. A. Queiroz, 1991.

 

Método fenomenológico – grupo de essências (Moreira, 2004)

 

·                         MOREIRA, D. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

 

Método de observação Alvez-Mazzoti & Gewandsznajdr (2001) , Lüdke e André (1986) e Gil (1994)

 

·                         ALVEZ-MAZZOTTI, A. J. & GEWNDSZNAJDER, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

 

·                         LÜDKE, A. & ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

 

·                         GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Ed. Atlas, 1994.

 

 


APÊNDICE B: FICHAMENTO

 

Tema______________________________________________________________

 

Autor(es):

 

Organizador (es):

 

Coordenador (es):

 

Editor (es):

 

Tradutor:

 

Título e subtítulo da obra:

 

Título e subtítulo do capítulo:

 

Autor (es) do capítulo:

 

Edição:

 

Local de publicação:

 

Editora:

 

Data da publicação:

 

Coleção:

 

Páginas:

 

Intervalo de páginas do capítulo:

 

Volume:

 

(para livros na internet) Disponível em:

 

(para livros na internet) Acesso em:

 

Anotar os dados que podem fornecer subsídios para o trabalho (resumo, opiniões ou citações)

 

 

 



[1] O trabalho deverá ser autorizado pela coordenação.

[2] O trabalho deverá ser autorizado pela coordenação. 

[3] O trabalho deverá ser autorizado pela coordenação.

[4] Erosão é a destruição do solo e das rochas e seu transporte, em geral feito pela água da chuva, pelo vento ou, ainda, pela ação do gelo, quando expande o material no qual se infiltra a água congelada (SILVA, 2001).

[5] Plágio é crime de acordo com o Código Penal Brasileiro no artigo 184, com pena de 1 a 4 anos de reclusão e multa.